Nota da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa 
Guga Matos/JC Imagem/Agência o Globo

As chuvas da última sexta-feira (17) causaram diversos transtornos em toda a Região Metropolitana do Recife. A oposição entende que os fenômenos naturais não podem ser controlados num curto espaço de tempo. Mas os danos causados por eles podem ser minimizados e controlados com organização e comunicação entre os responsáveis, se feitos em tempo hábil.



Após as cheias de 2010 e 2011 na Mata Sul do Estado, o governo anunciou grande investimento para o sistema de previsão e monitoramento do clima no Estado de Pernambuco, que tem, inclusive, na APAC (Agência Pernambucana de Águas e Climas), uma estrutura formal, que contem os dados atualizados e em primeiro momento, sobre possíveis chuvas ou fenômenos meteorológicos que venham a causar prejuízos à população.



Depois dos transtornos da última sexta-feira, uma série de declarações desencontradas demonstraram que o sistema de monitoramento não está funcionando corretamente. Segundo o diretor da APAC, Sr. Sérgio Torres, desde quinta-feira foi emitida à Defesa Civil o aviso da possibilidade de chuvas mais intensas, na própria quinta-feira e na madrugada da sexta. Fora isso, absolutamente nada foi feito, mesmo com a Prefeitura do Recife e o secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, tendo informações sobre os possíveis transtornos. Nenhum alerta foi emitido, nem os demais municípios da região metropolitana foram avisados para que pudessem se preparar.

No mundo inteiro, catástrofes são previstas e informadas antecipadamente à população. Aqui a informação é engavetada por receio de provocar pânico. Diante dessa situação, da falta de informação, quem vai pagar os prejuízos das pessoas que tiveram residências e automóveis danificados, fora o tempo que perderam se deslocando de casa para o trabalho, sem chegar a lugar nenhum? O governo tem a obrigação de esclarecer quem tomou a decisão de não levar a público a informação de que uma forte chuva atingiria o Grande Recife.

A oposição questiona qual trabalho está sendo feito por parte do governo nesse monitoramento, já que num momento de crise e necessidade, ele não funcionou, deixando de divulgar informações que poderiam ser valiosas para diminuir os prejuízos causados a todos. Através da Comissão de Meio Ambiente da Casa, a oposição fez um convite para que o governo venha ao Legislativo Estadual explicar que tipo de trabalho tem sido feito pela APAC e porque as informações referentes às chuvas da última sexta-feira não foram divulgadas à população.

Bancada de Oposição, 20 de maio de 2013