O QUE RECIFE PRECISA

Recife precisa de mais dinamismo: a cidade não pode esperar por conchavos e por disputas paroquiais, baseadas nos egos de caciques politicos, para ver quem manda mais. Isso atrasa o desenvolvimento da nossa cidade. As soluções para problemas de saúde, educação, transporte e desenvolvimento econômico, precisam ser rápidas, ousadas, ágeis. Daniel vai dar o ritmo rápido para uma cidade que não tem tempo a perder.

Recife precisa de mais competência: Daniel é o gestor competente que vai ouvir democraticamente as demandas da sociedade e que não vai permitir o descaso, a falta de comprometimento, a desatenção com os cidadãos. Que vai valorizar cada centavo do orçamento para fazer mais. A profissionalização da administração pública é um de nossos principais compromissos de campanha.

Recife precisa de mais visão de futuro: o que avançamos nos últimos anos ainda é pouco. A cidade está sempre correndo atrás dos problemas, sem se antecipar e planejar melhor os esforços. Daniel será um prefeito que vai gerenciar com competência para os dias de hoje, mas que desenvolverá políticas objetivas, orientadas para um Recife que quer ser ainda maior no futuro próximo.



NOVAS SOLUÇÕES PARA OS VELHOS PROBLEMAS DA CIDADE

Recife quer e precisa andar para frente, resgatar sua importância e sua liderança. Um processo que passa pelo cuidado com as pessoas de todas as classes, de todas as idades, cidadãs e cidadãos. Que contempla o respeito ao interesse público. Que valoriza a competência, o mérito e o profissionalismo.

Depois de 50 anos, ao longo dos quais antigos grupos que se revezaram no poder travando brigas que paralisaram o trabalho de interesse de todos, o recifense quer uma nova cidade, com novos conceitos de planejamento e gestão.

Um governo do povo, pelo povo e para o povo, que vai surgir da vontade da maioria e não das ordens dadas por poucos. Um Recife que vai retomar sua liderança regional e servir de exemplo da capacidade pernambucana para propor inovação, de comandar e de servir de paradigma.

Este é o espírito que norteia o presente Plano de Governo de Daniel Coelho, Prefeito do Recife. Apresentamos uma proposta democrática de gestão, para colocar a cidade no caminho certo. As prioridades são claras: nada de número fácil, de promessas que não possam ser cumpridas. Com competência, foco e visão de futuro, é possível consertar aquilo que não funciona e fazer tudo aquilo que não foi feito.

Nossa proposta emergiu do diálogo com inúmeros setores da sociedade e tem a marca da renovação política, sob a liderança de Daniel Coelho. Com sensibilidade social e conhecimento técnico, foram analisadas diversas soluções para problemas urbanos adotadas em várias partes do mundo. Em especial aquelas aplicadas com sucesso em Prefeituras administradas pelo PSDB.

Propostas e soluções modernas, eficientes, que vão maximizar o orçamento disponível e que vão contemplar as necessidades de todos os que aqui moram.

Esta cidade é nossa. Vamos governar juntos e fazer um Recife melhor de se morar.

“No nosso governo, a primeira prioridade, a primeira decisão, a primeira ação, será sempre para quem mais precisa. Será para estas pessoas que antes mesmo de estarem presas em um engarrafamento, antes mesmo de ter os problemas que a gente acha que são problemas, não estão conseguindo nem dormir, porque os ratos estão invadindo suas casas, porque o lixo está tomando conta da porta de sua casa. É para essas pessoas que a gente tem que trabalhar., Se nós não compreendermos que temos que olhar para quem mais precisa,não vamos ter nunca uma cidade boa de morar”

DANIEL COELHO.

Mais cidadania e mais competência na administração

A mudança na qualidade da administração da Cidade do Recife passa pela mudança na atitude da equipe da Prefeitura e na forma de avaliar o seu desempenho nos serviços prestados. No governo de Daniel Coelho dois princípios servirão sempre como critério de orientação nas decisões estratégicas e também no dia-a-dia:

1. Gestão Sustentável:

Todos os atos de governo e a prática de elaboração de políticas de longo prazo deverão contemplar o equilíbrio sistêmico entre aspectos ambientais, sociais e econômicos do desenvolvimento. Sempre que um projeto ou uma demanda forem avaliados, estas dimensões serão consideradas conjuntamente. De forma simplificada, é possível dizer que aquilo que promove o desenvolvimento econômico, mas que impacta negativamente o meio ambiente ou que pouco contribui socialmente não pode ser considerada uma boa iniciativa; assim como ações de cunho social serão ainda melhores quando promoverem o desenvolvimento econômico da cidade. Também é preciso entender que um bom planejamento ambiental, possui impactos sociais relevantes e pode gerar efeitos de renda e emprego.

2. Gestão profissional:

O foco será na capacitação da máquina administrativa, com prioridade para concursados. A Prefeitura da Cidade do Recife deve ser administrada tendo como critérios de avaliação o profissionalismo e o mérito, sem apadrinhamentos e privilégios. O Prefeito Daniel Coelho implantará um sistema de carreira que valorizará o cumprimento de metas e levará em conta a avaliação dos cidadãos servidos, como forma de estabelecer critérios de promoção e de progressão salarial. O uso de comissionados em serviço será restrito ao essencialmente necessário e o funcionário público municipal será valorizado e estimulado. Para isso, diversos programas de treinamento e sensibilização para uma nova forma de atendimento e de gestão serão implementados.

Visão sustentável e seriedade na condução de políticas e na execução de projetos viáveis.

Querer mais para o Recife é pensar a Prefeitura como uma importante fornecedora de infraestrutura urbana e de serviços, uma estimuladora de atividades econômicas, uma guardiã da cidadania e da igualdade entre todos os que vivem aqui. Uma cidade bem administrada, com visão de futuro, deve contemplar ações nos três planos da visão sustentável na Gestão Pública. A seguir, apresentamos as ações previstas para os próximos 4 anos de Governo Municipal do Recife:

1. PLANO SOCIAL

- Educação

- Saúde

- Habitação

- Segurança

- Políticas para as Mulheres

- Cuidado com o cidadão

- Cultura, Esporte e lazer

2. PLANO AMBIENTAL

- Mobilidade, transporte e trânsito

- Coleta de Lixo

- Conceitos urbanos de civilidade

- Parques e áreas verdes

3. PLANO ECONÔMICO

- Construção civil

- Turismo

- Cultura

- Comércio e serviços

- Mundo digital

- Pólo médico

PLANO SOCIAL

EDUCAÇÃO

25% dos recursos municipais para educação. Isso não é proposta, é uma obrigação constitucional, que o Prefeito Daniel Coelho, ao contrário das administrações anteriores, cumprirá de forma firme e rigorosa. Estes recursos servirão para investimento nas diversas partes de um sistema educacional de excelência: as instalações, os equipamentos e o pessoal. A política para a Escola de Excelência do Recife terá como meta melhorar o desempenho dos alunos da Rede Municipal nos exames nacionais de avaliação, recolocando a cidade na condição que nunca deveria ter perdido: ser um dos centros nacionais de referência na educação. Isso passará pelas seguintes abordagens da administração pública:

Melhoria na remuneração dos professores. O professor público do Recife estará entre os 3 mais bem pagos, considerando-se aqueles que atuam em situação similar nas capitais nordestinas.

Escolas de tempo integral.,A rede de escolas municipais habilitadas para ensino durante todo o dia será ampliada. O modelo combinará o tempo em sala de aula com atividades de lazer, de cultura e esporte.

Mais tecnologia em sala de aula e mais laboratórios. Escolas municipais de excelência precisam de salas de aula com recursos tecnológicos que acompanhem os métodos de ensino e aprendizagem mais modernos, como as apresentações e recursos audiovisuais. Laboratórios de informática, para ensino e pesquisa, também serão instalados onde não existem e ampliados onde isso seja recomendável, de forma a aumentar a exposição de alunos a ambientes digitais.

Programa de alfabetização para todas as idades: a meta do Prefeito Daniel Coelho é a erradicação do analfabetismo no Recife. Para tanto, as escolas municipais serão utilizadas em períodos noturnos, sábados e domingos, abertas para que adultos tenham a oportunidade de aprender a ler e a escrever.

SAÚDE

Uma das maiores demandas do cidadão e da cidadã recifense é a melhoria na qualidade do atendimento da saúde. Na gestão de Daniel Coelho, a saúde do Recife passará por uma verdadeira revolução em termos da informatização administrativa e do acesso ao atendimento especializado. Nosso programa de Governo favorecerá a qualificação de pessoal de saúde, a disponibilidade de serviços e recursos para todas as regiões da cidade.

Implantação de unidades AMA (Assistência Médica Ambulatorial) Especialidades. Com o aproveitamento de espaços públicos abandonados pela atual gestão da cidade, serão contratados equipamentos e profissionais para a implantação de um novo modelo de atendimento de saúde. Nestes locais (Bairro dos Coelhos, Mustardinha, Peixinhos, Campina do Barreto, Alto do Mandu, Totó e Alto de Santa Terezinha) serão oferecidas consultas com médicos de diversas áreas de especialidades, com hora marcada. Menos burocracia, mais eficiência, mais saúde.

Informatização do sistema de saúde. A tecnologia deve ser usada para servir o cidadão e a cidadã. Com o Saúde Cidadã, proposta do Prefeito Daniel Coelho, os dados de pacientes atendidos pela rede municipal estarão disponíveis para acesso rápido e descomplicado sobre o histórico do paciente: situação atual, consultas e exames realizados, medicamentos indicados, caderneta de vacinação, entre outras informações. Isso garantirá agilidade no serviço, ganhando tempo e segurança nos procedimentos.

Sistema de entrega de medicamentos de graça. O programa Remédio em Casa vai garantir o envio de medicamento diretamente na residência do usuário cadastrado no Saúde Cidadã, quando recomendado pelo médico. Uma forma de evitar deslocamentos e perda de tempo para o cidadão debilitado, a mãe ou pai de família que nem sempre tem tempo ou condição de se deslocar até o posto de atendimento da Prefeitura.

Aumento das equipes do Saúde da Família. A iniciativa de acompanhamento direto da saúde de famílias por meio de ações ativas deve ser estimulada e ampliada na gestão do Prefeito Daniel Coelho. A meta é estender ainda mais o serviço de saúde bucal e o atendimento de regiões em que a presença do programa é menor, assim como a qualificação e a informatização da ação dos agentes comunitários de saúde.

Ônibus da Mulher: atendimento de saúde aonde a mulher está. A mulher é muito demandada em suas jornadas duplas e até mesmo triplas que desempenha no cuidado de sua casa, de sua família, de seu trabalho. Neste esforço, muitas vezes se esquece ou não tem tempo para cuidar de si mesma. Por isso, a Prefeitura deve levar a saúde até onde ela se encontra. O Ônibus da Mulher será um centro móvel de atendimento, equipado com recursos para exames mais simples e especializado na saúde feminina, que visitará comunidades afastadas com data marcada e divulgação em meios de comunicação. Caso seja detectada a necessidade de exames mais detalhados, a paciente será encaminhada para as AMAs Especialidades,para atendimento e consultas.

SANEAMENTO BÁSICO

Recife tem hoje um dos menores índices de tratamento de esgoto entre as capitais brasileiras: menos de 40%. O governo federal, inclusive, disponibilizou recursos da ordem de 3,8 bilhões de reais por meio do PLANSAB (Plano Nacional de Saneamento Básico) que não foram retirados por falta de projeto com licença ambiental. Por isso, nestes últimos 4 anos nem um metro cúbico de saneamento básico foi acrescentado ao que já existia. Daniel Coelho, Prefeito da Cidade do Recife, desenvolverá, em parceria com os governos federal e estadual, um plano para ampliar estes índices em níveis compatíveis ou superiores, quando comparados com outras cidades brasileiras do mesmo porte e estágio de desenvolvimento.

HABITAÇÃO

Recife é uma cidade que demanda soluções imediatas para problemas de favelas e áreas degradadas, além de maior planejamento urbano. É preciso combinar soluções dignas de moradia, com condições favoráveis para implantação de serviços básicos e de cidadania. Essa transformação passa por convênios e parcerias com os Governos Federal e do Estado, além de parceiras privadas com o setor imobiliário e da construção civil. No governo de Daniel Coelho, essas iniciativas incluirão:

Parcerias públicas e privadas para construção de conjuntos habitacionais em áreas planejadas para ocupação sustentável e responsável. Empreendimentos de grande porte serão autorizados mediante análise de viabilidade de implantação de serviços de esgoto, iluminação, lazer, transporte, educação e saúde integrada.

Política de recuperação e reocupação de imóveis abandonados. A função social do imóvel será enfatizada na administração de Daniel Coelho. Incentivos serão concedidos para projetos de recuperação de áreas degradadas ou de imóveis abandonados. O Recife Antigo, em especial, terá acompanhamento para revitalização e reocupação.

Planejamento de infraestrutura e regularização de imóveis em áreas de expansão urbana. A Prefeitura do Recife mapeará as áreas de expansão urbana acelerada e analisará a demanda de serviços para a formulação de um cronograma de regularização de imóveis e para o oferecimento de infraestrutura básica. Como em todo o programa de governo de Daniel Coelho, a premissa central é a de resolver problemas antigos antes de propor soluções novas, ouvindo sempre a população, suas demandas e prioridades.

SEGURANÇA

Recife é hoje considerada uma das 50 cidades mais violentas do mundo. A população vive quase um toque de recolher, pois ninguém sabe a hora que pode ser atacado. De acordo com nossa Constituição Federal, a segurança pública é uma atribuição do Governo Estadual, mas a Prefeitura pode fazer sua parte para reverter esse cenário. O corte do mato, a preservação de parques e áreas públicas mal iluminadas, a conservação de vias públicas e calçadas estão entre as providências simples e necessárias. Além disso, o governo de Daniel Coelho desenvolverá outras ações para combater a criminalidade, com efeitos na diminuição dos índices de violência.

Engajamento do jovem em atividades de cultura, lazer, esporte e educação. Toda forma de ocupar, qualificar e entreter a juventude, é uma maneira de combater a droga. Para isso não é preciso criar siglas e programas fantasiosos: basta recuperar espaços públicos abandonados e ativar a convivência cidadã.

Investimento na Guarda Municipal. O aumento do efetivo da Guarda Municipal deve ser acompanhada pelo treinamento, qualificação e valorização dos guardas. Para isso, Daniel Coelho criará a Academia de Formação. Todo este esforço deve ser integrado ao trabalho das polícias estaduais, civil e militar, e à Polícia Federal.

Apoio tecnológico, com câmeras de monitoramento. A tecnologia é uma forte aliada na luta contra a criminalidade e a violência. No espírito da modernização da gestão pública, Daniel Coelho investirá no programa da Vigilância Digital, sob responsabilidade do comando da Guarda Municipal, com câmeras e recursos de comunicação ágeis, para controle e prevenção.

CUIDADO COM O CIDADÃO

O cidadão e a cidadã recifense, em especial os mais fragilizados e pobres, terão prioridade no governo de Daniel Coelho. O resgate da dívida social que vem se acumulando nos últimos anos, implicará no desenvolvimento de políticas sociais consistentes, relacionadas com a proteção e a dignidade das pessoas vulneráveis. Estas políticas incluem:

Combate ao crack. A Prefeitura apoiará parcerias com entidades filantrópicas e unidades terapêuticas que cuidem dos viciados. A família também será valorizada, com o envolvimento da assistência social municipal no preparo das pessoas para lidar com o tratamento e o apoio a seus membros vulneráveis, por meio da informação, da educação e também do preparo para tratamento domiciliar, quando indicado. Mas é especialmente na ação antecipada, de estímulo ao lazer, à cultura e ao esporte, que a Prefeitura atuará de forma mais efetiva, ocupando e qualificando o jovem de maneira cidadã, evitando que ele possa se envolver com as drogas.

Prevenção em áreas e famílias vulneráveis. Recife sofre com a violência, com pragas urbanas, como insetos e ratos, com enchentes e desmoronamentos. Por morarem em piores condições, os pobres são aqueles que mais sofrem. Para estas pessoas, a Prefeitura desenvolverá políticas ativas de cadastramento, orientação e assistência social preventiva, buscando resolver as situações mais vulneráveis e desumanas e antecipar eventuais situações de risco.

SERVIÇOS E POLÍTICAS VOLTADAS À MULHER

Na gestão de Daniel Coelho, a cidadã recifense receberá a atenção e o cuidado necessário, compatível com sua importância como elemento central em torno do qual a família se reúne. Além da criação do Ônibus da Mulher, já detalhado na seção dedicada às políticas de saúde, Daniel promoverá políticas específicas para ampliação de vagas em creches, de suporte a mulheres em situação de violência e de cuidados com a saúde. A criação da Secretaria da Mulher e o envolvimento de Débora Albuquerque, candidata a vice-prefeita, dão a dimensão da importância atribuída a estas políticas.

Ampliação de vagas em creches. Além dos esforços para criação de escolas de educação em tempo integral, a Prefeitura ampliará o número de vagas em creches para atendimento de crianças em idade maternal e pré-escolar. Uma forma de garantir a tranqüilidade da mulher que trabalha.

Criação da Secretaria da Mulher. Com orçamento e estrutura próprias, este órgão do governo municipal vai atuar em campanhas de inibição da violência doméstica, na promoção de conceitos de saúde e de cuidado feminino, em campanhas de promoção do aleitamento materno. Serão criados canais específicos para o atendimento e suporte jurídico a mulheres em condições vulneráveis, que necessitem do acompanhamento da assistência social do município.

CULTURA, ESPORTE E LAZER

Cada vez mais a economia criativa se torna importante fonte de renda e de emprego. O Recife tem na sua produção cultural um importante patrimônio não só em termos de formação e conhecimento da população, mas também para o desenvolvimento econômico. A Prefeitura de Daniel Coelho vai organizar um calendário de eventos nas áreas musical, de literatura, teatro, cinema e esporte, durante todo o ano, além daquelas que são tradicionais, como o Carnaval e o São João. O objetivo é abrir novas oportunidades para o turismo e para os serviços na cidade, como as que seguem.

Rádio Frei Caneca. É função da Prefeitura estimular a divulgação e a promoção dos artistas locais. Uma das formas de cumprir esta tarefa é por meio do rádio, meio de comunicação democrático, que atinge a grande maioria das pessoas. A reativação da Rádio Frei Caneca representará importante iniciativa para abrir espaço para a produção de artistas e grupos locais, em especial na área musical.

Valorização do artista local. Já se tornou comum em nossa cidade o tratamento diferenciado em termos de cachê e de prazo de pagamento entre artistas locais e aqueles que vêm de fora, que são privilegiados. Com Daniel Coelho, a Prefeitura sempre proporcionará tratamento igual e, sempre que possível, valorizará a produção e o artista locais, com pulverização de contratados e de datas para exibição .

Equipamentos de lazer e esporte profissional. O esporte é sempre uma iniciativa que atrai jovens, promove saúde e a disciplina, além de criar oportunidades para aqueles que se destacam. Por isso a Prefeitura investirá na ampliação das Academias da Cidade, não apenas em suas instalações e equipamentos, mas também no oferecimento de programas de treinamento para a descoberta de talentos recifenses. Estes centros também funcionarão de forma integrada às escolas municipais, quando puderem suprir a falta de espaços adequados para a prática esportiva.

Campos de Várzea. O futebol é o esporte mais popular do país. Poucos espaços são mais democráticos para o lazer do que os campos de várzea. A Prefeitura estimulará o uso destes espaços e desenvolverá políticas específicas para o atendimento do lazer de crianças e adolescentes, com escolinhas de treinamento e o fornecimento de material esportivo para a prática do futebol.

Estímulo à leitura e fortalecimento de bibliotecas públicas nas áreas de vulnerabilidade. A aproximação de autores com as comunidades, em programas de visitas e discussões em escolas públicas e centros municipais, além da disponibilização de fontes de acesso a bibliotecas integradas a centros de acesso à tecnologia digital, servirão como políticas para engajar crianças e jovens em atividades de formação de leitores em regiões e áreas de vulnerabilidade, nas quais haja incidência do tráfico e da violência.

INTEGRAÇÃO METROPOLITANA

O Recife é uma região metropolitana, com problemas comuns, que precisa de soluções comuns para questões como a destinação do lixo, o trânsito, a violência e a saúde. Mantendo fronteiras com Jaboatão, São Lourenço, Camaragibe, Olinda e Paulista, o Prefeito da Cidade do Recife deve assumir seu papel de líder para toda a região, usando o peso político conjunto para pleitear verbas e programas em âmbito estadual e nacional, além de estimular o planejamento de soluções integradas que beneficiem a todos que moram, circulam e trabalham no Grande Recife.

PLANO AMBIENTAL

MOBILIDADE INTEGRADA

SOLUÇÕES INOVADORAS PARA RESOLVER O CAOS DE NOSSO TRÂNSITO.

TransRecife: eficiência e qualidade no transporte coletivo. O sistema de ônibus da cidade deve servir como espinha dorsal para integração das diversas modalidades de transporte e mobilidade, como a bicicleta, o metrô, o carro e o transporte fluvial. O sistema TransRecife, baseado em experiências de sucesso no Brasil e no mundo, criará corredores exclusivos que darão prioridade para o transporte coletivo, com bilhetagem antecipada e única. A renovação da frota, com exigência de instalação de ar condicionado nos veículos, terá como meta a melhoria da avaliação da população nos itens conforto e pontualidade dos serviços

Ciclovias integradas. O Recife favorece e muito o uso mais consciente e integrado da bicicleta como meio de transporte do dia-a-dia. Sua geografia plana e a grande concentração de tráfego em algumas vias, indicam que a implantação de uma rede de ciclovias certamente vai mudar o perfil da mobilidade no Recife. A bicicleta fará parte do sistema integrado de transporte público, com bicicletários e organização de vias secundárias em regiões da cidade, de forma a facilitar o acesso a terminais de ônibus e metrô. Bom para a mobilidade. Bom para a saúde do recifense.

Navegação dos rios como modal de transporte público. A concentração populacional na zona norte do Recife, bairros que se espalham às margens do Capibaribe, indicam o grande potencial para o aproveitamento do rio como rota de transporte público. Com Daniel Coelho, a Prefeitura tirará essa aspiração do papel e desenvolverá soluções para integrar o transporte fluvial com outras modalidades de trânsito, como a bicicleta e o ônibus.

Construção de teleféricos nos morros de difícil acesso. Nos morros da Zona Norte é preciso desenvolver soluções inovadoras para facilitar a vida do cidadão e da cidadã. Com o objetivo de colocar a tecnologia a serviço das pessoas, Daniel Coelho vai implantar teleféricos públicos para acesso a regiões nas quais o acesso é mais difícil.

Tecnologia e qualificação de pessoal para fiscalização e controle do trânsito. Mais do que uma função fiscalizadora e repressora, o pessoal encarregado do trânsito na cidade do Recife precisa ser qualificado para orientação e prestação de serviços. As mudanças na CTTU passarão pela requalificação e treinamento do pessoal, evidenciando a responsabilidade pela qualidade do trânsito e atrelando vencimentos e promoções aos índices de aprovação e reconhecimento de melhorias pela população.

EQUIPAMENTOS URBANOS

Asfaltamento de ruas e recuperação de vias. Em muitas regiões da cidade, o problema da mobilidade começa muito antes do engarrafamento. Sem infraestrutura de ruas, o transporte público não pode chegar até onde muitos precisam. Regiões ficam isoladas. As pessoas precisam caminhar até 30 minutos para chegar numa parada de ônibus. Daniel Coelho estabelecerá um plano para calçamento e asfaltamento de vias de circulação e acesso para o transporte público em regiões isoladas. A Operação Tapa-Buracos também vai recuperar as vias degradadas da cidade, que em muito impactam a má qualidade do trânsito.

Responsabilidade pelas calçadas, com rampas e coibição de ocupações irregulares. As calçadas talvez sejam o patrimônio público recifense mais mal cuidado e negligenciado. A Prefeitura do Recife, com Daniel Coelho, vai atacar esse problema nos 2 primeiros trimestres do mandato de forma emergencial, para solucionar as situações mais problemáticas. Também será formulada, durante o mandato, uma política de acessibilidade, com a implantação de rampas para deficientes e sinalização adequada, tátil e sonora. A ocupação irregular de calçadas e passeios será combatida de forma enérgica.

Sinalização e informação. Recife é uma das maiores metrópoles brasileiras, destinação turística e de negócios. Apesar disso, sua sinalização é pobre, tanto para uso da população quanto para o visitante. A Prefeitura investirá em placas de sinalização, com semáforos sonoros e placas informativas sobre itinerários dos ônibus e sobre o sistema integrado de transporte público (ônibus, metrô, bicicleta e transporte fluvial).

Iluminação Pública. Iluminação é segurança. Com isso em mente, a Prefeitura atenderá rapidamente áreas de iluminação precária, monitorando e prestando manutenção para troca de lâmpadas e postes, quando isso for necessário e responsabilidade municipal. Esforços institucionais junto às concessionárias de serviços públicos serão implementados, como forma de compartilhar a responsabilidade por ações deste tipo.

GESTÃO DO VERDE

Parques, praças e áreas verdes. Com Daniel Coelho Prefeito, Recife será uma cidade na qual o verde terá prioridade. Uma política de cuidado e revitalização de praças e parques, com implantação de áreas de lazer para acesso público será uma das marcas de nossa administração, aumentando a qualidade de vida.

Parque dos Manguezais e Uchoa. Uma das grandes transformações urbanas propostas por Daniel Coelho é a implantação dos novos Parque dos Manguezais e do Parque da Mata do Engenho Uchoa. Este último, especificamente, trata-se de uma área de 192 hectares de Mata Atlântica, cortada pelo Rio Tigipió. A proposta de criar uma nova área de uso e de atividades do turismo de trilha e aventura representará ao mesmo tempo uma nova opção de lazer ambiental para a população e também uma nova fronteira imobiliária para a cidade, com valorização para 11 bairros do entorno, como Ibura, Tigipió e Areias.

Campanhas de reaproveitamento, reutilização, coleta e reciclagem do lixo. Não só no Recife, como em todo o mundo, a destinação do lixo e a reciclagem passaram a integrar a agenda das prioridades das autoridades públicas. No Recife, Daniel Coelho incentivará métodos sustentáveis de descarte, coleta, tratamento e reciclagem do lixo.Todos os participantes desta cadeia devem ser educados e monitorados, como forma a cumprir metas estabelecidas. Cooperativas de catadores serão formalizadas e incentivadas, como forma de aumentar a renda e melhorar a destinação de resíduos para reciclagem. Especial atenção será dada ao descarte de itens tóxicos ou reaproveitáveis, como pilhas, baterias e equipamentos eletrônicos.

Fortalecer a educação ambiental. O cuidado com o meio ambiente começa pela educação de crianças. A Prefeitura implantará programas de divulgação de atitudes e boas práticas ambientais, tanto nos meios de comunicação quanto nas escolas e nos espaços de circulação de público, como meios de transporte, praias, parques e repartições públicas.

Valorização das feiras livres. As feiras livres são uma tradição cultural e um importante canal de escoamento de produção de pequenos e micro produtores. A Prefeitura investirá na promoção e no fornecimento de infraestrutura para realização de feiras, bem como atuará na fiscalização do atendimento de normas sanitárias para venda de produtos in natura.

CUIDADO COM AS PRAIAS

As praias do Recife são um de nossos maiores patrimônios naturais, em torno das quais se articulam atividades de lazer, de convivência urbana e de visitação de turistas. Apesar de bem aparelhada em termos de equipamentos de lazer, a Prefeitura de Daniel Coelho estabelecerá programas específicos para melhorar ainda mais a qualidade de convivência neste espaço.

Treinamento e qualificação de ambulantes e trabalhadores de quiosques. Com o objetivo de desenvolver a consciência ambiental, de cuidado com o lixo e com a conservação de alimentos, serão desenvolvidas atividades de diálogo e treinamento dos profissionais da praia. Também serão oferecidos cursos de idiomas e de qualificação do serviço ao turista, como forma de melhorar a imagem e a percepção de qualidade de nossas praias.

Guarda nas Praias. Em dias de intensa movimentação, a Guarda Municipal será orientada no sentido de estar presente nas praias, não só cuidando da segurança, mas também para prestar serviços aos usuários, como o cuidado com crianças perdidas e na orientação e fornecimento de informações a cidadãos e turistas. Combinada com o programa de monitoramento por câmeras e com o envolvimento dos trabalhadores das praias, nosso espaço será mais seguro, mais amistoso e mais valorizado por todos.

CUIDADO COM OS ANIMAIS

Desde sua atuação como vereador, Daniel Coelho sempre teve grande preocupação com o cuidado e o respeito aos animais, inclusive com a proposição e a aprovação de leis sobre o assunto. Veja algumas de suas propostas para seu mandato como Prefeito.

Respeito aos direitos dos animais. O tratamento digno aos animais faz parte das políticas da cidadania e da educação da Prefeitura do Recife. Neste sentido, será criado o Centro de Saúde Animal, responsável por serviços de ambulância animal, por políticas de castração e chipagem de animais abandonados. Parcerias com ONGs e instituições da área serão ativadas para o desempenho destas políticas.

Extinção das carroças de tração animal. O uso de animais para tração de carroças e charretes, com tratamento de forma violenta e indigna será combatido na administração de Daniel Coelho. Recife deve ser vir de exemplo de uma vida cidadã e consciente, começando pelo direito dos animais.

PLANO ECONÔMICO

PLANEJAMENTO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Setor de grande importância para a geração de empregos e potencial parceiro da Prefeitura em projetos de interesse público, a área da construção civil será estimulada em seu dinamismo, ao mesmo tempo em que deverá desempenhar suas atividades com responsabilidade e consciência sustentável. Serão parte das políticas da Prefeitura do Recife para o setor.

Estímulo a construções em novas áreas. Para desenvolver o Recife por igual, a Prefeitura estabelecerá um plano diretor para a expansão imobiliária, que considerará a disponibilidade de recursos de infraestrutura de saneamento, de serviços e de mobilidade, além do potencial de desenvolvimento econômico. Contrapartidas sociais serão estabelecidas para regiões adensadas, como obras de calçadas, áreas verdes e de mobilidade.

Incentivos para empresas que se utilizam de tecnologia sustentável. Os impactos ambientais da construção civil serão atenuados com incentivos fiscais para empresas que comprovadamente se valerem de tecnologias sustentáveis em suas operações.

TURISMO

A Prefeitura da Cidade do Recife desempenha importante papel como fomentadora da infraestrutura básica para a atração de visitantes, seja de lazer ou de negócios. Com suas praias, suas belezas naturais e sua cultura, a nossa cidade sempre teve uma vocação turística natural. Nos últimos anos, porém, não foram desenvolvidas políticas específicas para o setor, deixando a cidade para trás, quando comparada a outras capitais com o mesmo perfil. A administração adequada de equipamentos urbanos básicos (iluminação, calçadas, mobilidade) já será um importante vetor de melhoria do potencial na área. Mas é preciso muito mais; ações como as detalhadas a seguir.

Incentivo ao aumento de leitos na cidade. Com cerca de 10.000 leitos hoteleiros disponíveis, o Recife tem hoje somente a metade dos leitos de Natal. Daniel Coelho incentivará, por meio de políticas fiscais, empreendimentos hoteleiros na cidade, inclusive com programas e incentivos específicos para a região central da cidade.

Qualificação de pessoal para atendimento ao turista. Para atrair receitas é preciso ter qualidade de serviços. A cidade do Recife deve tornar-se um padrão de qualidade no atendimento ao visitante nacional e internacional. Para isso, a Prefeitura atuará diretamente na qualificação de pessoal do setor hoteleiro, de restaurantes e serviços, guias turísticos, taxistas e profissionais relacionados. Serão disponibilizados cursos de línguas, da história da cidade, dos principais eventos e pontos turísticos, bem como na qualificação para uma atuação sustentável, que preserve nossos recursos.

Recife Antigo como pólo turístico. Este patrimônio de nossa cidade deve ser explorado com maior planejamento e apoio da Prefeitura. A revitalização da área e a criação de uma rede de serviços, além de cuidados em termos de equipamentos urbanos, fomentará um novo pólo turístico para visitação e estadia. Essa será uma prioridade de Daniel Coelho, com foco no aumento a oferta de leitos e ativação de negócios durante os grandes eventos esportivos dos próximos anos.

Incentivo ao turismo sustentável. Novas atrações e pontos de interesse se desenvolveram nos últimos anos e a cidade deve acompanhar estas tendências, para continuar a ser um dos principais pólos turísticos do país. O turismo de trilhas, por exemplo, será explorado com maior planejamento. A criação de novas áreas verdes, como o Parque da Mata do Engenho Uchoa, servirá como atração para este novo perfil de visitante.

Criar e reforçar eventos populares durante todo o calendário anual. Os bairros e comunidades geradoras e multiplicadores de cultura popular oferecem grande potencial turístico. O turismo cultural, o turismo gastronômico, o turismo histórico, enfim, eventos e ações fora das datas tradicionais, como o Carnaval e o São João, contribuirão para um calendário de eventos mais distribuído ao longo do ano. Esta política servirá para atenuar a sazonalidade do fluxo de turistas e aumentar renda de comunidades.

Turismo de negócios e eventos. Recife deve reforçar sua vocação como pólo nacional e desenvolver programas específicos para atrair eventos de negócios, feiras e congressos acadêmicos. Esta política deve estar integrada ao calendário anual.

ECONOMIA CRIATIVA

A vida cultural pujante de nossa cidade, em áreas como as da música, da literatura, do cinema, do artesanato, oferece grande potencial para geração de empregos e renda. A economia criativa ocupará posição central na pauta de políticas do prefeito Daniel Coelho, que colocará a Prefeitura a serviço da vida cultural da cidade, organizando, estimulando e articulando a rede de promoção e valorização do artista local e da cultura popular recifense.

Centros integrados de cultura nos bairros. A cultura do Recife não pode nem deve ter um centro. Todos os bairros receberão incentivos para a produção e a distribuição de seus produtos culturais. A Rede de Apoio ao Artesão recifense contribuirá para qualificar o pequeno empreendedor individual na gestão de sua renda, para otimizar a distribuição de seus artigos de forma cooperada e para atrair turistas e visitantes. Empreendimentos no Recife Antigo também serão estimulados, quando voltados a escoar esta produção.

Fomento à produção audiovisual recifense. A produção em cinema e vídeo do Recife vem crescendo ano a ano. É papel da Prefeitura criar condições, em termos de infraestrutura de espaços e equipamentos, e também pelo financiamento, para que esta atividade floresça e proporcione ganhos para a cidade. Estes impactos são significativos em termos de atração de investimentos, de projeção de nossa cultura, de qualificação de diversos profissionais para atuarem na cadeia de serviços nas áreas de cinema, televisão, propaganda e publicidade.

COMÉRCIO E SERVIÇOS

A vocação natural de Recife como centro gerador de renda e negócios sempre baseou-se no comércio e nos serviços, além do lazer, como suas atividades principais. A Prefeitura deve, desta forma, servir como fomentadora de políticas que estimulem o empreendedor recifense, que desburocratizem e agilizem processos e que, desta forma, resgatem a competitividade e a atratividade de nossa cidade para destinação de investimentos e como localização de atividades gerenciais de abrangência regional. Algumas das políticas que serão implantadas com este propósito são apresentadas a seguir.

Gestão do licenciamento, com tecnologia e agilidade nos processos. A Prefeitura da Cidade do Recife não deve ser obstáculo, mas sim propulsora da atividade capaz de gerar renda e emprego para nossos cidadãos. A partir desta definição, os processos de licenciamento, de acesso à informação, de cumprimento de prazos deve sempre ser a mais rápida possível, seja para aprovar, seja para apontar o que deve ser cumprido. Uma Prefeitura sem enrolação, ágil e parceira, que incorpore os modelos mais modernos de bancos de dados e de tecnologia da informação em seus procedimentos.

Programa Regulariza Recife. Um nova administração moderna e ágil deve ter como ponto de partida a oportunidade para aqueles que se encontram em situação de desconformidade com a Prefeitura se regularizem no menor prazo possível. Impostos e licenças em atraso serão revistos rapidamente e serão oferecidas condições para que a contribuintes empresariais e individuais se adéqüem de forma rápida e descomplicada.

Novos empreendedores. Só a força do empreendedor recifense pode criar receitas e empregos necessários para um salto na distribuição de renda e nas oportunidades do Recife. Por isso, a Prefeitura garantirá políticas claras de apoio a novos empreendimentos, de todos os portes: sejam eles grandes, médios, pequenos ou micro. Cidade desenvolvida economicamente é cidade mais justa e cidadã. A Prefeitura terá isso como princípio de sua atuação no estímulo à iniciativa privada em nossa cidade.

RECIFE DIGITAL

O setor tecnológico e da informática é certamente um dos mais importantes para o desenvolvimento econômico do Recife. Ações de estímulo a empreendimentos nesta área já estão previstas e compreendidas no item anterior deste programa, mas será preciso ainda mais: o posicionamento de nossa cidade como um ambiente propício e estimulante para o desenvolvimento de tecnologias, produtos e serviços, com parcerias entre as diversas esferas do poder público, com as universidades e com as esferas do mundo empresarial. A Prefeitura de Daniel Coelho desempenhará um importante papel para ativar esta rede de serviços e de infraestrutura, assim como se utilizará de recursos e ferramentas aqui desenvolvidas para a própria implantação de seus modelos de administração. Algumas iniciativas previstas relacionadas são as que seguem.

Intercâmbio com outros países. A Prefeitura buscará estabelecer convênios com iniciativas internacionais, para melhoria do Polo Digital e também para a implantação de modelos de administração pública e para o treinamento e qualificação de sua equipe.

Atração de eventos de tecnologia da informação. Recife será candidata a eventos relacionados com a tecnologia de produção de softwares e hardwares, de gerenciamento de redes e de infraestrutura de telecomunicações. Essa iniciativa aumentará a projeção de nossa cidade como ambiente tecnológico de ponta e também promoverá o intercâmbio de idéias e projetos.

Utilização da tecnologia desenvolvida aqui para o funcionamento do serviço público. O principal beneficiário dos sistemas e equipamentos desenvolvidos em nossa cidade, deve ser o cidadão e a cidadã de nossa própria cidade. Parcerias com os empreendedores digitais recifenses serão estimuladas, com a meta de melhoria do serviço público e para a implantação de propostas inovadoras nas diversas áreas da gestão da Prefeitura.

Oficinas digitais itinerantes em comunidades populares. Um ambiente tecnológico amistoso e estimulante para o empreendedor digital em nossa cidade, deve ter como contrapartida a qualificação de pessoas e o fornecimento de benefícios para os cidadãos localizados em situação mais carente. Parcerias com o Polo Digital oferecerão oficinas e workshops de oportunidades profissionais em comunidades populares, como forma de atrair talentos para as atividades na área.

Espaços digitais na cidade. Cada vez mais a cidadania depende do acesso a sistemas de informação, educação e entretenimento baseados em ambientes digitais. A Prefeitura do Recife atuará de forma direta neste esforço, criando espaços digitais públicos, com incentivos para o acesso gratuito de internet, especialmente entre as populações mais pobres e os segmentos vulneráveis, como jovens e idosos.

Recife 100% conectado na educação. Uma educação digital começa no ensino fundamental. A Prefeitura desenvolverá parcerias para equipar escolas municipais com centros e laboratórios informatizados, com equipamentos, softwares e acesso à internet. Uma das métricas para mensuração da efetividade do programa Escola de Excelência do Recife será o desempenho de alunos em tarefas de interação e uso do ambiente digital como ferramenta.

POLO MÉDICO

O Polo Médico do Recife é um exemplo da capacidade empreendedora recifense e da importância de nossa cidade como centro regional de serviços e negócios. Sem qualquer incentivo ou planejamento público, este setor articulou-se e constituiu um centro de excelência que serve como referência regional e até mesmo nacional no setor da saúde. A Prefeitura pode e deve servir como uma articuladora política e incentivadora, para ampliar este sucesso e desenvolver ainda mais os empregos, a renda e os negócios na área.

Incentivos fiscais e agilidade na avaliação de projetos ligados ao setor. As iniciativas ligadas à área de saúde devem ser avaliadas com prioridade. A atração de serviços complementares necessários, a facilitação de intercâmbio com especialistas, o estímulo à busca de equipamentos e tecnologias de ponta, em parcerias com outras instâncias de governo, serão práticas de fomento para o setor.

Parcerias com os governos Estadual e Federal para acesso dos usuários de saúde. O Polo Médico deve ser visto tanto pelo seu lado econômico, quanto pela sua importância social. O estímulo ao empreendedorismo deve ter como contrapartida a ativação de convênios para atendimento da população em complementação ao SUS.

NÃO CONFUNDIR PROPOSTAS COM PROMESSAS. PARA FAZER TUDO ISSO, A PREFEITURA DA CIDADE DO RECIFE SERÁ ADMINISTRADA DEMOCRATICAMENTE, COM SERIEDADE, EFICIÊNCIA E VISÃO DE FUTURO.

O orçamento da Prefeitura da Cidade do Recife é igual para todos os candidatos. A autoridade do Prefeito para fomentar e cobrar as parcerias com as outras instâncias do governo e com os outros Poderes também. O que faz a diferença é a qualidade da gestão, a competência e a seriedade na condução da coisa pública. A administração de Daniel Coelho será orientada por dois princípios: (1) a democratização na definição de prioridades; e (2) a meritocracia e o profissionalismo como critérios fundamentais na condução da máquina administrativa.

De acordo com o primeiro princípio, instâncias comunitárias e democráticas de debate e eleição de prioridades serão valorizadas, estimuladas e respeitadas. E antes de assumir novos compromissos, primeiro será preciso cumprir todas as obras que foram votadas e não foram realizadas de 2001 até hoje. Propostas debatidas e aprovadas em reuniões do Orçamento Participativo, como o Canal de Guarulhos e o Habitacional de Terra Nostra terão prioridade

O segundo princípio exigirá uma mudança de mentalidade na gestão pública. E para isso Daniel Coelho vai investir fortemente em sistemas de gestão informatizados, com canais de acesso para a interação com a população. Também serão realizados esforços e desenvolvidos programas para qualificação do funcionalismo público de acordo com o novo modelo de gestão. Ele será baseado no compartilhamento de metas e resultados esperados, com critérios bem definidos e claros para a progressão na carreira, atrelando-se estas oportunidades ao cumprimento de objetivos delineados previamente.

Desde o primeiro dia de governo, ou seja, 1º. de janeiro de 2013, o Recife será administrado com foco na recuperação da cidade, no planejamento de longo prazo, no uso do que existe de mais moderno para servir a todos. Vamos recuperar a autoestima de nossa cidade e valorizar ainda mais o orgulho de ser cidadão e cidadã de um lugar com séculos de história, cultura e contribuições para o Brasil . A Recife que pertence a todos nós e que queremos legar ainda melhor para nossos filhos e filhas, netas e netos.

>